Destaque Alice-04_edited.jpg

AS AVENTURAS DE ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS

PREMIAÇÕES

“As Aventuras de Alice no País das Maravilhas” do Giramundo é baseado no clássico homônimo de Lewis Carroll e apresenta um mix de teatro de bonecos, artes plásticas, música e cinema, em um espetáculo para todas as idades. No palco, 55 bonecos dividem a cena com um ator humano, que representa o autor do clássico, Lewis Carrol. As vozes de Alice e do Chapeleiro Maluco são gravadas e tem intérpretes especiais: Fernada Takai e o ex-Mutantes Arnaldo Baptista.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Além disso, em “As Aventuras de Alice no País das Maravilhas” técnicas modernas de vídeo-projeções são aplicadas ao teatro de bonecos, investigando possibilidades de convivência de linguagens tradicionais, como o teatro de sombra, e novas tecnologias, como o “motion-capture” (sistema de captura digital de movimentos) e “mapping projection” (projeção mapeada). Com a montagem, o grupo se volta para o aprofundamento da relação entre o teatro de bonecos e o show pop, criando um novo formato de “ópera rock”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A trilha sonora da peça, assinada por Fernanda Takai e John Ulhoa da banda mineira Pato Fu, é o elemento central da montagem, porque dimensiona a cena e seu tempo e integra os elementos cênicos - criando um espetáculo harmônico, que sincroniza atores, bonecos, vídeos e canções.

O resultado não pode ser caracterizado como ópera, nem como musical, pois os diálogos não são cantados. O que ocorre é a transformação permanente da música, que assume diversas funções, ora como espaço ambiente, ora como sonoplastia ou como protagonista em canções marcantes. A presença da música pop e o uso de tecnologias digitais de projeção enfatizam o tom fantástico do texto e das imagens criando cenas de sonho onde é difícil distinguir realidade e ilusão.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em 2014, o espetáculo “As Aventuras de Alice no País das Maravilhas” recebeu seis premiações na primeira edição do Prêmio Copasa Sinparc de Artes Cênicas, dentro da categoria “Teatro Infantil”. Foram elas: Trilha sonora original (John Ulhôa e Fernanda Takai), Criação de luz (Ricardo Da Mata), Melhor figurino (Beatriz Apocalypse e Maria do Céu), Melhor ator (Beto Militani), Melhor diretor (Marcos Malafaia) e Melhor espetáculo.

ali_alice e os bichos_foto andre burian-2.jpg

CONTRATAR

TRILHA
SONORA

icones-02.png